S5 Risen Hope - шаблон joomla Mp3

Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_top position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_bottom position below the menu.

Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_bottom position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_top position below the search.
Notícias

O pastor Mark Driscoll, da 'Trinity Church', no Arizona (EUA) a expôs seus pensamentos sobre o debate acerca do "dilema" dos pais cristãos sobre contar aos seus filhos a verdade sobre o Papai Noel e sugeriu que eles podem até mesmo comemorar a vida e o legado de São Nicolau, que foi o homem por trás do mito criado.
Driscoll reconheceu em uma mensagem de vídeo que os pais cristãos são confrontados por uma escolha difícil, quando se trata de falar sobre o Papai Noel com seus filhos. Alguns se preocupam em evitar completamente o assunto, com medo de "estragar uma parte do Natal" por dizer aos pequenos que o Papai Noel não é real. Além disso, também poderia fazer as crianças duvidarem de seus pais, também quando lhes falarem sobre Jesus Cristo ser real.
Driscoll sugeriu que uma escolha alternativa poderia ser os pais primeiramente contarem às crianças a verdadeira história sobre São Nicolau (homem que deu origem ao personagem do Papai Noel), concentrando-se em celebrar os atos de bondade que ele realizou como um cristão do século IV.
"Nós lhes contamos a verdade, que realmente havia na história um cara - que agora conhecemos como Papai Noel - que amava e servia a Jesus Cristo. Ele era um pastor e um homem piedoso", disse Driscoll, revelando o que ele contou aos seus próprios filhos.
O pastor que atualmente está servindo na 'Trinity Church' (EUA) contou um pouco da história de São Nicolau, apontando que o homem ficou conhecido por abençoar as crianças, dando-lhes comida e brinquedos, enchendo as meias delas com presentes, o que poderia ter contribuído para a elaboração dos mitos sobre o "bom velhinho".
"Acima de tudo, Nicolau levava uma vida devota e santa", disse Driscoll. "Ele ajudou a implantar igrejas e supervisionar ministérios, todos a serviço de Cristo".
O pastor explicou qua a vida de Nicolau merece ser lembrada como a de um bom homem cristão, o qual não merece ser "demonizado" por ter sua imagem posteriormente usada de maneira distorcida e banalizada.
"Nós realmente queremos celebrar o homem por quem ele era e o que ele realmente fez. Algumas das coisas que são contadas hoje sobre ele são interessantes e até divertidos mas não são realmente a história real", acrescentou Driscoll.
"O que você deve contar para as crianças sobre o Papai Noel? Conte-lhes sobre São Nicolau", ele concluiu, aconselhando os pais a "pesquisarem um pouco mais" para explicar a seus filhos.

"Jesus é o foco do Natal"

Alguns outros líderes cristãos também ofereceram conselhos sobre como os pais devem lidar com a relação ao Papai Noel.
Shane Pruitt, diretor de Missões da Convenção Batista do Sul, no Texas (EUA), disse em um editorial para o 'Christian Post', em 2015, que há prós e contras sobre os pais falaram sobre o Papai Noel com seus filhos, mas disse que, é preciso ter certeza de que "Jesus continua sendo o foco principal, também no Natal".
"Ensinem aos seus filhos que Ele [Jesus] é a razão principal do Natal, que Jesus foi o Filho de Deus prometido, que se tornou um humano, para morrer pela humanidade como um homem perfeito. Ele foi sepultado e voltou à vida três dias depois de vencer o pecado, a morte e a sepultura; mostrou-Se por 40 dias, ascendeu aos Céus e um dia Ele voltará para buscar o Seu povo", escreveu Pruitt na época.

Os membros do conselho de Bloomfield City, cidade do Novo México, estão buscando uma apelação para rever a decisão de que um monumento que representa os Dez Mandamentos seja removido da prefeitura, informa o site Christian Headlines. Um juiz decidiu que é inconstitucional que o monumento bíblico permaneça na propriedade da prefeitura depois que dois wiccanos (bruxos) se queixaram.
Além disso, a União Americana de Civis Liberais (ACLU) entrou com uma ação judicial contra a cidade em nome dos Wiccans, afirmando que "nossos clientes que não são cristãos, eles tiveram problemas com isso e isso os fez se sentirem ligados a sua comunidade", de acordo com Alexandra Smith, diretora legal da ACLU.
Mas o conselho da cidade não desanimou. Os membros votaram por unanimidade a favor de uma proposta que exige uma revisão imediata da decisão judicial original pelo 10º Tribunal de Apelações. Além disso, alguns moradores de Bloomfield City realizaram uma vigília de oração em torno do monumento.

Igreja X Estado

"Precisamos defender Deus, e Ele nos abençoará", afirmou Anne Frost, de Farmington, que fica nos arredores de Bloomfield City. "Precisamos eliminar essa tolice de Igreja contra Estado", pontuou. O monumento dos Dez Mandamentos foi erguido em 2011 e foi financiado por cidadãos particulares.

O zagueiro Neto é o sobrevivente da queda do avião da Chapecoense com estado de saúde mais delicado, recebendo atenção mais intensa dos médicos. Ele foi o último a ser encontrado e, quando a notícia se espalhou, veio à tona uma declaração do jogador a um amigo de que ele gostaria de dedicar a vida à pregação do Evangelho.
O perfil religioso de Neto passou a ser alvo de curiosidade da mídia, que foi atrás de conhecer quem é Hélio Hermito Zampier Neto a partir da perspectiva de quem convive com ele.
Uma comerciante de Chapecó (SC), cidade do time onde Neto joga, afirmou que o jogador é alguém presente como pai e marido e um divulgador do Evangelho: “Ele tem um casal de gêmeos. Quando vem aqui, é ele quem escolhe as roupas, quem decide. A filhinha é quem mais conversa comigo. Adora as tiaras”, contou Darlen Wickert, dona da loja de roupas infantis frequentada pela família.
Em entrevista ao Correio Braziliense, Darlen revelou que se tornou amiga do casal, principalmente de Simone, esposa do zagueiro. E essa proximidade deu liberdade a Neto para falar de sua fé: “Ele é muito religioso. O tempo inteiro ele fala em Deus. Quando eu soube do acidente, algo me disse que ele não havia morrido. Fiquei receosa de tentar contato com a Simone, mas, quando consegui falar, ela só me respondeu que Deus já tinha feito o milagre dele, que era o fato de o Neto estar vivo”, contou a comerciante.
No começo de 2016, Neto precisou se submeter a uma cirurgia na coluna, e a intervenção trazia o risco de deixar o jogador paraplégico. Ele confiou que tudo daria certo e foi em frente: “Uma vez, ele sofreu uma lesão e poderia ficar paraplégico. Ele decidiu marcar uma cirurgia e colocou tudo nas mãos de Deus. Ele contou que a cirurgia demorou oito horas. Ali, eu vi que ele era muito religioso. Eu tinha certeza de que a fé dele seria mais forte do que a morte”, recordou.
Outro empresário com quem Neto mantinha contato é o dono de um restaurante de comida japonesa no shopping da cidade. José Luiz Facchio também testemunhou a fé do zagueiro campeão da Copa Sul-americana 2016: “O Neto adora comer aqui com a mulher e os filhos. E como gosta de falar de Deus para mim”, disse. “Ele parava para pagar a conta e ficava evangelizando. Soube da notícia do acidente de madrugada, mas, impressionante, no meu subconsciente, algo me dizia que ele não estaria na lista das vítimas devido ao tamanho da fé dele. Você vê no rosto dele que é um cara diferente”, concluiu.

O bálsamo de Gileade é uma planta real que foi mencionada em algumas oportunidades na Bíblia Sagrada e era muito usada pelos hebreus para fins medicinais e cosméticos. Por um longo período, ela desapareceu do território israelense, mas agora voltou a ser cultivada por um judeu, que pretende fornecer a matéria-prima para os rituais do Terceiro Templo, quando este for erguido.
Guy Erlich é um agricultor que trabalhou durante anos para encontrar a espécie correta da planta que cientificamente é chamada de cistus creticus. Sua intenção é resgatar o uso que a planta teve no passado, dadas as propriedades que possui.
“Esta é a Fazenda Bálsamo da Gileade. Este é o berçário, a visão era fazer a agricultura do bálsamo de Gileade e depois fazer dela uma um produção em escala maior”, afirmou Erlich, em uma entrevista concedida à emissora Christian Broadcasting Network (CBN).
O cultivo está no começo, em que mudas da planta vêm sendo cultivadas em uma área de deserto, próxima ao Mar Morto e Jericó. “Ao longo dos anos, construí uma coleção de raras plantas bíblicas, com fins cosméticos e medicinais. Eu entendi que existem plantas mais interessantes em minha coleção, que têm potencial para beneficiar a humanidade”, destacou.
De acordo com o agricultor, os hebreus antigos foram os únicos, em todo o planeta, a cultivarem a planta exótica para uso medicinal e cosmético. “Eles sabiam como fazer dessa planta a medicação mais importante do mundo antigo, um perfume que era considerado o melhor perfume do Império Romano”, explicou Erlich.
“Conta-se que foi o primeiro ingrediente do incenso do Templo Sagrado e desde o período do Segundo Templo, [a planta era usada] como o óleo de unção dos reis de Israel. No sexto século, ela desapareceu daqui, juntamente com o povo judeu”, recapitulou Erlich, que conseguiu a primeira muda da planta com um cientista alemão, que a encontrou na Arábia Saudita e levou para Israel.
As técnicas modernas de cultivo permitem que Erlich cultive a planta na região do Mar Morto, apensar do calor intenso, clima seco e solo salgado. “Eu acredito que no futuro, elas serão usadas como um remédio. Além disso, também pode servir como o primeiro ingrediente do incenso no Terceiro Templo”, afirmou, manifestando confiança de que um novo local de culto será erguido em Jerusalém.

Contato

  •  Av. Fernando Machado, 870-D Centro
    89802-111 Chapecó-SC
  •  (49)3322-2720
  •  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.